Friday, August 22, 2008

Dia -1028

Vivo no Burkina Faso e nao em Portugal
(ou... tenho tanta vergonha de ser portuguesa)

Nao ha acentos neste teclado (nem cedilhas). Nao estou no Burkina Faso.
Estou em Berlim.
E gosto da cidade.
Viajei de Lisboa para Praga no dia 19 de Agosto. Pensei fazer (e fiz) a viagem de comboio entre Praga e Berlim. Sao so 4 horas e meia e a paisagem e magnifica.
E afinal eu gosto de comboios.
A minha bagagem nao viajou comigo.
Ainda nao tenho a bagagem 4 dias (e um enredo de telenovela mexicana muito mal dobrada em brasileiro) depois.
Em Praga as senhoras que trabalham com a TAP mal sabem 3 palavras em ingles*.
Solicito ao Aeroporto de Lisboa que a bagagem me seja enviada para Berlim.
Que sim, segue dia 20, sem falta.
Nao chegou.
Mais telefonemas (para o call center da TAP (nos compreendemos minha senhora e a palavra de ordem qual disco riscado), para a Groundforce (esteja descansada minha senhora, a mala ja seguiu num voo para Berlim, via Munique... ou num voo para Berlim via Frankfurt), para o 'Fale Connosco', o servico de apoio ao cliente da TAP)
Que sim, segue dia 21 de manha sem falta.
Nao chegou.
Mais telefonemas.
Que sim, segue dia 22 de manha.
Nao chegou.
Mais telefonemas.
Que sim, segue dia 22 a noite.
Nao sei. Acho que tambem nao vai chegar.
Era um misero voo directo entre Lisboa e Praga.
A mala (por ser um voo directo)
contem documentos importantes de trabalho.
toda a minha roupa**
e muitas coisas mais.
Afinal so regresso a Lisboa dia 30 de Agosto.
Domingo saio de Berlim em direccao a Brno, na Republica Checa.
A seguir para Praga de novo.
A mala? Apesar de aparentemente a conseguirem localizar... eu comeco a duvidar que alguma vez tenha existido uma mala, que a tenha colocado no tapete em Lisboa aquando do Check In.
Mais... estas coisas, os erros, acontecem, naturalmente... mas tantos erros em 4 dias? E surreal!
Entretanto aprecio Berlim. Gostava de viver na Alemanha, um pais onde toda a gente e civilizada, onde nos tratam como pessoas e nao como numeros num processo.
Viajo bastante. Apenas uma vez (ok, tenho sorte) a minha bagagem se perdeu.
Foi na Noruega. Um pais a serio, portanto.
Em Oslo o funcionario disse-me va para Trondheim (o meu destino final, naquele caso) e logo quando chegar ao hotel, eu digo-lhe onde esta a sua mala e a que horas a recebera amanha.
Acreditam que a mala me foi entregue no hotel exactamente, mas exactamente, a hora que o senhor me disse?
Sim, a Noruega e um pais a serio.
Nao e Portugal.


Bem sei, bem sei, uma mala e uma mala, trata-se apenas de uma mala.
Deveria estar (e estou) agradecida aos ceus porque o aviao nao caiu.


*E nao, nao creio que o mundo inteiro se deva submeter a ditadura do ingles. Mas quando se trata de um aeroporto internacional, neste caso de servicos prestados a passageiros que na sua maioria nao falam checo (quem e que fala checo para alem dos checos?), seria desejavel que alguem falasse e compreendesse de forma razoavel a lingua inglesa (ou outra qualquer lingua para alem do checo)... mas nao.


** Quer dizer, nao toda a minha roupa. Toda a minha roupa para os 10 dias em que estarei fora, claro.

4 comments:

Anonymous said...

Aposto que, para teu conforto, a esta hora já os teus haveres terão aparecido :)

C.Ruben

Carlos Azevedo said...

A viagem Praga-Berlim deve ser um espanto! Não conheço Berlim, mas Praga é uma cidade lindíssima. E tens razão: na Alemanha sentimo-nos bem tratados. Tenho ido com alguma regularidade a Frankfurt por motivos profissionais e fiquei a adorar uma cidade que não imaginava que pudesse ser tão interessante.

Elisa said...

C. Ruben
Sim, efectivamente a mala chegou-me às 13h30 do dia 23/8... em bom estado e cheia de etiquetas todas a dizerem 'rush'... curioso como uma coisa prioritária demora tanto tempo a chegar ao seu destino. Na viagem de regresso a Portugal apesar de ter feito escala em Frankfurt, a mala também veio. Mas a Lufthansa é a Lufthansa e, claro, não é a TAP e o aeroporto de Frankfurt não é o aeroporto de Lisboa...

Elisa said...

Olá Carlos
Há quanto tempo não te 'lia' :-))). Gostei da viagem de comboio entre Praga e Berlim, apesar de estar aborrecida por causa da mala. São 4h30 de paisagens magníficas. Fiz depois uma viagem de 7h15 entre Berlim e Brno, na Rep. Checa que, nessa altura na posse dos meus pertences, apreciei bastante mais, claro. Pena que Portugal seja tão longe de tudo e que viajar de comboio para outros países da Europa demore tanto tempo... senão acho que deixaria os aviões (de que não gosto). Praga também já conhecia e desta vez fiquei lá só 3 dias. É uma bela cidade. Berlim é de outra maneira... mas igualmente fantástico. E sim, na Alemanha sentimo-nos bem tratados. De Frankfurt lamentavelmente e até à data conheço apenas o aeroporto... onde já fiz algumas escalas.