Wednesday, April 11, 2007

Dia -532

Em Bom Vernáculo...

estou-me a cagar para o facto do Primeiro-Ministro ser Licenciado,
Pós-Graduado, Mestre, Doutorado...
ter a escolaridade obrigatória ou ser analfabeto...
estou-me a cagar para o facto de se ter licenciado a um domingo,
numa universidade inqualificável...
whatever.
O que eu acho indecente é o silêncio do tipo.
Como se não tivéssemos o direito de saber se ele nos mentiu ou não.
E se nos mentiu... a inconsistência com a sua postura de arauto da luta contra a corrupção,
de virtuoso, rigoroso e inflexível é tanta... que o melhor é demitir-se. Tipo: Já!

32 comments:

Turno da Noite said...

Ena, tanta animosidade contra a virtude!

E se ele também se estiver a cagar para isso?
Olha, eu estou.
Beijos

firvidas said...

Sim, há tantos com inteligência superior, mas que nunca tiveram oportunidade de frequentar ensinos superiores e obter "prova" numa folha de papel selado. A honestidade, é muito mais importante do que todos os selos legítimos ou comprados.

Ignorar a situaçao é a maior falta de respeito que pode dar ao povo.

va said...

É isso mesmo.

Elisa said...

Pois é, Vanessa.

cs said...

lolll.....tipo. já.

próxima etapa, é transformar a mentira numa virtude

é tão é dificil educar, hoje em dia..

então não é que ensinei ao meu filho que a mentira era uma coisa feia??

tenho tantas duvidas no que lhe dou a comer como valores...


caramba...

Elisa said...

Ora Viva J. 'long time, no see'... A animosidade caríssimo não é, obviamente contra a virtude, mas contra a incongruência. Eu sei que as pessoas são contraditórias e incongruentes... mas isso não se deve aplicar aos Primeiros Ministros, enquanto tal. Ou seja, como pessoa pode ser virtuoso ou mentiroso... como Primeiro Ministro não pode fazer-nos crer que é rigoroso e ser mentiroso. Ou pode? Eu acho que não e contrariamente a ti,para isso não me estou 'a cagar'... mas como é evidente, desde que não sejas Primeiro Ministro (e acho que nem sequer estás na linha da frente para ocupar tal cargo), podes estar 'a cagar-te' para o que te der na gana.

Elisa said...

Nem mais Firvidas. Não é o grau académico ou a sua ausência que está em causa (pelo menos para mim, como creio ter deixado explícito no post) não é de todo isso... mas a honestidade... ou melhor a ausência de honestidade... mas de um gajo que só tem demonstrado autismo e inflexibilidade face ao povo que governa... o silêncio não me admira.

Elisa said...

o silêncio não me surpreende... mas acho-o inqualificável.

Elisa said...

é feia a mentira... mas acho que tem pernas curtas ou lá o que é. Bom, lá pelas 9 da noite ficaremos a saber pela voz do PM o que se passa. Espero ficar esclarecida.

BlahBlahBlah said...

Sabes Elisa eu concordo com o ínicio do teu texto mas não com o final. E digo-te, eu se fosse o primeiro-ministro desta merda de país em que todos são doutores e engenheiros [mas só 25% possuem efectivamente um diploma que o comprove, e os mais recentes equivalem a um diploma de 4a classe com distinção, como tu bem sabes] eu, se fosse o primeiro-ministro nunca me teria submetido aquele interrogat´rio ridiculo da Flor Pedroso e do José Alberto Carvalho. Nunca. Foi um espectáculo patético, vergonhoso,inenarrável, degradante e que só poderia acontecer numa merda de país como este. Ou na Roma antiga, sei lá. Engenheiro ou engenhêro sabe mais que os patetinhas que em Setembro passado pavoneavam o recem conseguido diploma de engenheiros. E por algum mérito chegou a líder dos socialistas.... digo eu que nem socialista sou, nem votei no homem para primeiro-ministro.

Elisa said...

Blah
a questão, como creio ter expresso bem... não é se o tipo é ou não é engenheiro... é se nos mentiu ou não. Pior que isso: se é inconsistente com o rigor a que nos quer 'obrigar'. De resto, se se submeteu ao interrogatório patético (de acordo, de acordo) foi porque quis. Não precisava de o fazer daquele modo, suponho (não suponho, tenho a certeza). Bastar-lhe-ia convocar uma conferência de imprensa e dizer de sua justiça.

BlahBlahBlah said...

Ah! O pormenor da honestidade que me esqueci de comentar. Seja verdade ou mentira ninguém mas ninguém deve ser enxovalhado em praça pública e isso está consagrado nos direitos do Homem, o direito à integridade. O homem é primeiro-ministro e não foi eleito por ser engenheiro. Se concluiu o curso ou não, num domingo ou numa 4a feira de Luar de Agosto.... caramba, quantos cursos que sairam num brinde da Farinha maizena não andam por aí?? Olha eu conheço imensa gente com cursos instântaneos desses :p

Elisa said...

Nisso, Blah... não estamos de acordo... embora naturalmente (e once again, disse-o no post) não precise de ser engenheiro para ser Primeiro Ministro... não precisava era de ser desonesto (se é que o foi, que eu ainda não estou convencida nem de uma coisa, nem de outra). Quanto a ti não sei... mas se quem me governa me exige rigor e honestidade enquanto cidadã, contribuinte, etc... e eu sou-o... parece-me que devo igualmente exigir honestidade e rigor a quem me governa. E mentir... hum... digamos que não me parece consentâneo com a honestidade... mas ele há muitas opiniões.

BlahBlahBlah said...

E se o homem se demite ainda apanhamos com outro Doutor como o Doutor Santana Lopes ou o Doutor Durão Barroso... tanga por tanga mais vale a tanga do curso :)

BlahBlahBlah said...

Rigor e honestidade...

Elisa, sabes como eu ando descrente acerca dessas qualidades na raça humana dos tempos modernos. Um por cada cem mil portugueses, não?

Elisa said...

Blah
e tu sabes como eu acredito nessas qualidades, não sabes? Sobretudo na honestidade. Já agora também acredito que haja mais gente honesta do que desonesta... seguramente mais do que um em cem mil portugueses... caramba, que pessimismo.
Bom... se ele se demitisse não teríamos qualquer dificuldade em encontrar quem o substituísse.

BlahBlahBlah said...

Eu sei que ecreditas mas que te prevines. Eu cá protesto mas confio sem reservas nem cautelas...

Sabes que mais? Haja honestidade e confie-se nos outros.

Plus, o primeiro ministro exige BlahBlahBlah... pois é esse o papel dele e o mote que o País precisa. Ele não cumpre integralmente o que pede? Bom, tambem ninguem cumpre rigorasamente aquilo que ele exige. Não é assim o nosso país?

Agora enxovalhos em praça pública para mim são inadmissiveis. Sempre e seja com quem for. Turbas e julgamentos populares... pfffff! E para o susbstituir, assim de repente não estou a ver quêm... o Louça? O Jerónimo? O pequenitates ganda nóia?

Elisa said...

previno-me? relativamente a quê? às pessoas? Essa agora! Nem por isso... como tu tenho por hábito confiar nas pessoas e acredito que são honestas até prova em contrário. Esta foi a prova em contrário do nosso Primeiro.
Bom... enxovalhos na praça pública? Desculpa mas foi ele que se colocou nessa posição. Se era assim tão claro, tivesse falado logo, não após dias e dias sem uma palavra e deste modo.
Para o substituir... além desses, estou segura que não faltarão candidatos igualmente (des)honestos... tens dúvidas?

BlahBlahBlah said...

Ou, quem não deve não teme e não tem nada que se expôr. É claro que no limite acabou por ter mesmo de o fazer. Mas, não havia necessidade.

Prevines-te, acautelas-te, sei lá. Totó sono yo, vero?

firvidas said...

Como fui eu que usei a palavra "honestidade", preciso de fazer um addendum. Li num dos comentários:

"Seja verdade ou mentira ninguém mas ninguém deve ser enxovalhado em praça pública e isso está consagrado nos direitos do Homem, o direito à integridade."

Tenho de ser a primeira a admitir que não tenho acesso a toda a informação que vocês têm; mas o Primeiro Ministro, sendo uma figura pública, e se de facto já foi provado que mentiu, foi ele próprio que públicamente se enxovalhou.

Integrity, honor and respect must be earned.

cs said...

eu cá acho que ele é que enxovalhou o povo português com a pequenina mentira....e se ele é mesmo mentiroso?
e então ele não tem de ser um exemplo?
e....?
e....?
ai....já nem sei...
mas cá eu acho que quem mente uma vez fica com queda para a coisa.~...
e ficamos com este com medo que venha pior?
ai.....acho que emigro...assim para Africa que sempre vou a contar com a coisa ...


Desculpe Elisa, mas é um comentário aos comentários da Blahblah que para já tem um nick que acho fabuloso..lollll

:))

Elisa said...

Blah isso é verdade no caso de não se ser uma figura pública que tem os destinos de um país nas mãos. Havia necessidade de se explicar, sim. Acho eu. O modo como o fez, já concordámos ambas que não foi o melhor mas foi o que ele escolheu, não?
Não me previno, nem me acautelo no que se refere às minhas relações pessoais e mesmo profissionais... nisso da confiança... não avanço para as coisas e/ou para as pessoas com um pé atrás, habitualmente. Agora em questões financeiras e burocráticas e quejandas... sim, digamos que me previno e acautelo, como é evidente... (bom, para mim é evidente, que o seguro morreu de velho, como se costuma dizer e eu, nesse campo, posso só contar comigo).
Tótó tu? Não sei, não acho... mas sim, talvez um bocadinho desprevenida e 'desacautelada' em certas matérias.
Beijos.

Elisa said...

Melly
É isso mesmo.

Elisa said...

Não é só o nick da Blah que é fabuloso C.S.... ela própria é fabulosa :-)... e honesta, já agora.
Emigrar para África? Safa!

BlahBlahBlah said...

Elisa, obrigada por este ultimo comentário. Fabuloso é termos Amigos com A maiusculo que de repente nos apanham desprevenidos e escrevem e dizem de nós coisas assim :)

Elisa said...

K. bem sei que tens razões para desconfiar do género humano em geral e de alguns elementos do mesmo muito em particular. mas de mim? Nunca! Que eu cá, como bem sabes... posso não ser mais nada, mas honesta sou :-). E se eu te digo que te acho fabulosa (apesar (ou talvez por isso mesmo) de termos algumas divergências no modo como olhamos para certas coisas) é porque te acho mesmo fabulosa. Não é por favor. Por isso não há lugar a agradecimentos ;-)

cs said...

Um grande beijo para as duas, e prometo " amandar" assim mais umas tantas em post futuros para ver amizades honestas e bonitas.

:))

bom fds

firvidas said...

ELISA,

YOU ARE A REMARKABLE, EXTRAORDINARY,
INCREDIBLE WOMAN.

I WOULD SAY FABULOUS, BUT THAT WOULD NOT BE SUFFICIENT.

only someone with those qualities would make the above comment!

Beijo,

:o)

Elisa said...

c.s. :-))

Elisa said...

Ei Melly, que exagero... eu sou só uma pessoa como qualquer outra, não é?
E também... a bem dizer... não andamos aqui para enganar ninguém... somos só o que somos e muitas vezes somos aquilo que nem sabemos que somos e posso assegurar-te que há coisas em mim que são notáveis, extraordinárias e incríveis... e há outras (seguramente muitas mais) que são uma treta e uma grande porcaria. Que isto aqui ninguém é sempre santo, nem sempre diabo... ou seja, just as I said... sou como qualquer outra pessoa.

firvidas said...

xA única coisa sobre a qual exagero Elisa é o meu pêso, quando tento meter o meu corpo dentro dum par de calças para uma mulher metade do meu tamanho! Continuo a ver-me como era há dez anos.

Everything else, I call it exactly as I see it!

Elisa said...

Bom... eu já nem tento meter-me no par de calças de há 10 anos rs. Aliás a primavera parece ter finalmente chegado e eu não tenho nada para vestir :-( Tenho de ir às compras, está visto.
Beijinhos