Tuesday, March 28, 2006

Dia -155

O (teu) Vazio
Nada a fazer quando o silêncio toma o lugar outrora ocupado. Pela música.
Nada a fazer quando a única coisa possível é fechar os olhos.
E voltar a abri-los para reconhecer que falhaste.
Outra vez.
Que ainda não. Que ainda não.
Que agora. Já. Não.
Já não sentes a música. Que foste assaltado pelo silêncio.
Quando antes todas as coisas se dissolviam na música.
Não quero que deixes de ouvir a música. Mas sei.
Que há silêncios que nos tomam.
Nada a fazer. Quando. A única coisa possível é reconhecer que ainda não.
Que. Agora. Já não.
Nada a fazer?

5 comments:

casimiro said...

Gosto como escreves e o que escreves.

LiZZie said...

Obrigada. Também gosto do que tu escreves. Embora seja muito diferente daquilo que escrevo. Gosto sobretudo da tua inquietação.

casimiro said...

Esse "piropo" é simpático da tua parte.
:O)

casimiro said...

O que escreves tem uma "onda" de tristeza...
não?

LiZZie said...

Olá inquieto
Não disse para ser simpática. Que eu até nem sou muito simpática. Disse porque é o que penso,
Quanto à tristeza... talvez eu seja uma pessoa triste. Ou melhor, sou-o seguramente... em certos momentos.