Sunday, February 11, 2007

Dia -474

Hoje, os meus pensamentos são contentes
SIM
finalmente!

6 comments:

Paulo said...

Não me pareceu um "SIM" muito convincente...

(e já há quem fale num novo referendo...)

De qualquer forma, é um sinal de Esperança. Esperança nesse "Orgulho de ser Português"!

Esperemos... que "SIM"!

(engraçado o SIM no Sul e o NAO no Norte...)

Elisa said...

Não te pareceu um sim convincente? 59,3 dos votantes?
Nem pensar num novo referendo... 1º (e tu eras muito novo para te lembrares) porque em 1998 a abstenção foi muito maior e o não ganhou e respeitou-se isso e 2º será de esperar (aliás o Primeiro-Ministro já veio dizê-lo) que desta vez se respeite este sim. A democracia é isso também, não?
As coisas vão mudar nesta matéria, Paulo... como disse o Pacheco Pereira, já mudaram :-)... e como disse o Sócrates... a partir de hoje o aborto até às 10 semanas, por opção da mulher, em estabelecimento legalmente autorizado... vai deixar de ser crime... e isso é extremamente positivo.
O Sim no sul e o não no norte, expressa diversas coisas, como bem sabes... a maior influência dos partidos de direita e da igreja católica a norte... e o contrário disto a sul. Aliás, eu hoje sou Alentejana, de Beja mais exactamente ;-)
Isso do orgulho de ser português... como sabes, porque o digo muitas vezes, mesmo em sítios onde supostamente não deveria dizê-lo... é uma coisa de que não padeço... desse orgulho... mas hoje, quase pela primeira vez em 40 anos, não senti que queria ser espanhola. Senti um pouco como dizia o Ruy Belo... 'o portugal futuro é um país aonde o puro pássaro é possível'.

Paulo said...

O problema é que o "NAO", tal como em toda a campanha, continua a sua cruzada de manipulação, e argumenta que uma abstenção superior a 50% continua a dar-lhe margem de manobra.

A batalha promete continuar.

(Até porque o lider da oposição é um defensor do NÃO... e o Paulinho das Feiras está prestes a voltar à ribalta...)

E, um dado que me deixa inquieto é que desta vez, quem ficou em casa, foram os defensores do "NAO".

Como disse... Esperemos que "SIM".

Eu tenho esperança que "SIM".

(O SIM a Sul e o NAO a Norte é sobretudo preocupante: pelo ceguismo das opções ideológicas, éticas e filosóficas - fortemente condicionadas por estruturas que se sobrepõem aos proprios cidadãos. A velha capacidade de "pensar" que ainda se encontra muito longe de todos nós. São os defensores do NAO porque o Sr Prior diz que "Nao", são os jovens pelo "SIM" porque o Sr Louçã, diz que "Sim" - é razoavelmente preocupante...)

Ah! Beja... Beja... Não conheço! Mas tenho um velho fascínio pelo Alentejo. As casas Brancas, os campos ondulados da planície, pontilhados por sobreiros... O sol que nos queima os pulmões e aquela brisa, vinda do deserto...

Elisa said...

Oh rapaz... é uma questão de civismo e de boa convivência... se em 1998 aceitámos, num referendo com 68% de abstenção (68% repito)e portanto ainda menos vinculativo que este, que a lei não se alterasse, dado que a maioria dos votantes votou Não (com uma diferença de cerca de 1% relativamente ao Sim)... agora não há argumentação que valha aos defensores do Não, não é? Mesmo não vinculativo... este Sim dita que se mude a política... ou um referendo só é vinculativo quando vence o Não?!
Os portugueses não sabem pensar, iô ;-)
Oh pá... eu hoje sou contente e não há nada que me desfaça o optimismo. Amanhã logo se vê.
Beja é uma cidade bonita... embora em prefira o Alto Alentejo, Marvão, Monsaraz, castelo de Vide, Évora... mas eu disse que hoje era de Beja, porque em Beja o Sim teve 83,9%...

Miguel Costa said...

Neste país a Igreja cada vez se enterra mais.
Num pântano de intolerância, de arrogância, entrando na esfera da liberdade de pensamento de cada um dos seus fieis.
Pelo meio ouvi um homem de coragem, Frei Bento Domingues, explicar porque votava SIM.
E esse SIM, foi um grande SIM!
No meio da chuva, do frio, da ignorância mais escura, o SIM lança uma esperança.

Elisa said...

Sim, esse foi um grande sim Miguel e o nosso também :-)
Olha tu e o Paulo eram capazes de se dar bem :-)... até são da mesma terra e tudo.
:-)