Thursday, February 15, 2007

Dia -477

E a Extrema Inutilidade das Comemorações Estúpidas
Como a deste dia...
como se namorar tivesse data marcada. A ser celebrada.
Ou melhor, como se o amor (essa treta!)
não fosse já celebração bastante.

7 comments:

firvidas said...

Absolutamente!

Elisa said...

então não é?

Miguel Costa said...

E o trânsito, as filas, os restaurantes cheios...
Mas o Amor é uma treta?
Se fosse assim, quem iria meter-se no trânsito, nas filas, nos restaurantes cheios...mantendo um sorriso deliciosamente estúpido na cara?

Elisa said...

Sim, Miguel, todo esse rol de manifestações extremamente inúteis com data marcada.
Quem se mete no trânsito e nas filas e nos restaurantes, conforme li hoje algures são os acéfalos. Eu não sei se são acéfalos, mas creio que serão de algum modo formatados.
Nunca celebrei este dia, com nenhum dos homens que amei.Celebrei outros, sempre... o dia em que os conheci, o dia em que os reconheci, o dia em que me apeteceu comprar este girassol só para ti... esses dias assim, sem grande calendário... sem grande formatação. Porque o amor (sim, essa treta) não tem grandes formatos, nem grandes calendários e... lamentavelmente quase sempre acaba mal. Secalhar por isto mesmo... por esta contaminação de parafernália inútil em datas sem significado nenhum.
Os meus pais fazem 45 anos de casados por estes dias e vê lá tu que nunca celebraram o dia dos namorados... não sei porquê... talvez porque aquilo que os une (e só eles sabem o quê, como deve ser nesta treta que é o amor)resistiu sempre às inúteis celebrações e exibições. Mas não sei. Desconfia de mim: o primeiro gajo que se atreveu a dar-me uma flor no dia internacional da mulher levou com ela na cabeça. Não sou gaja de celebrações.

Elisa said...

Nem flor que se cheire, acrescente-se ;-)

firvidas said...

Elisa,

I can almost see the expression on that guy's face...

With your permission, I'm going to start using your last phrase "não sou flor que se cheire". Love it!

Elisa said...

He didn't like it so much, eheheh Melly.
That expression ?não sou flor que se cheire' is a quite common expression here... you can use it whenever you want... ;-)
Beijo