Friday, November 10, 2006

Dia -380

Guimarães
Ontem fui pela primeira vez ao Centro Cultural Vila Flor,
na abertura do Guimarães Jazz deste ano.
(Um concerto fenomenal do sempre novo Wayne Shorter,
muito bem acompanhado por Brian Blade, John Patitucci e Danilo Perez).
Por razões diversas não fui à edição de 2005 do GJ,
pelo que ainda não conhecia aquele espaço belíssimo.
Todas as cidades deviam ter um espaço assim.
Guimarães já era, pela praça da oliveira, pelas ruas estreitas carregadinhas de pedra
e pelo jazz (claro) a minha cidade preferida em Portugal.
Ainda é. Agora mais.

2 comments:

firvidas said...

Outra coisa que temos em comum, Guimarães! Onde cresci; onde os rapazes juraram nunca casar comigo! Como poderiam? Com uma rapariga que em 1962 insistia em usar blue jeans e se enrolar no chão com eles quando insultavam a minha "diferença" das outras meninas da avenida que passeavam dentro das suas saias muito travadas e sapatinho alto...que coisa tão chata! Passear, quando havia tanta árvore para subir, tanto grilo para apanhar e tanto rapaz para ensinar que uma rapariga tinha braços tão fortes como os dele...belos tempos...Guimarães, onde passei os melhores anos da minha vida, onde conheci o meu verdadeiro amor!

Elisa said...

M.
Eu gostaria de viver em 2 sítios: ou em Guimarães ou em Santiago de Compostela. Mas sou natural de Lisboa e vivo em Aveiro... e acho que só quando estiver na reforma vou poder concretizar o meu desejo.
As marias-rapaz são sempre mais interessantes que as meninas de saia travada. Mas só alguns rapazes sabem disso, claro ;-)