Friday, May 26, 2006

Dia -213

Ler(-Te)
Por que me lês? Perguntas-me.
Porque me lês quando há tantos livros por ler?
Eu leio-te porque escreves.
Com as entranhas.
Eu leio-te porque tens frases.
Impossíveis.
Para onde se olha.
Se torna a olhar.
E se olha novamente.
À espera que se esgote o espanto.
Ou se confirme o assombro.
Ou nos passe pela cabeça
foda-se!
Percebes, agora, porque te leio?
E ler-te não exclui que eu leia esses outros livros. Por ler.
E não coloco aqui quem és, porque não te pedi autorização para o fazer. Pois.
E entretanto, acusas-te e eu faço o link.

2 comments:

José Alexandre Ramos said...

com ternura acuso-me.

LiZZie said...

E eu agradeço. Que escrevas. Não que te acuses.
Mas faço então o link no título.