Monday, November 21, 2005

Dia -28

O Escritor
Há em Portugal um escritor que me faz chorar. E rir. E querer saber escrever como ele. Ter aquela capacidade de pôr lágrimas dentro de uma palavra. Ou sorrisos. Ou gargalhadas. Ou a vida toda dentro de uma palavra. Ninguém escreve como ele. Nunca ninguém escreverá como ele. Contra todas as mortes. As pequeníssimas e a derradeira.
Obrigada, António.

2 comments:

Turno da Noite said...

se é o ALA, então eu junto-me à homenagem. Claro que é o LA, não haverá outro!

LiZZie said...

Claro que é o ALA :-)